VISITAS

sexta-feira, 28 de junho de 2013

A LIVRARIA MAIS ANTIGA DO MUNDO - LIVRARIA BERTRAND do Chiado


LIVRARIA BERTRAND do Chiado é considerada a Livraria mais antiga do mundo em funcionamento.

http://www.bertrand.pt/

A Livraria Bertrand é uma rede de livrarias de Portugal. Surgiu em 1732 no Chiado e hoje em dia tem mais de 50 livrarias em Portugal e Espanha.1 2
A Bertrand assumiu-se também como um local de tertúlia, funcionando como uma espécie de clube literário. Alexandre Herculano foi um dos notáveis mais assíduos, que para além de lá publicar os livros, não faltava à tertúlia diária. Para além de Herculano, outras figuras da Geração de 1870 por ali passaram. Oliveira Martins, Eça de Queirós, Antero de Quental e Ramalho Ortigão eram alguns dos "habitués", que utilizavam este espaço para falar de política e literatura.
Nos finais do século XIX, o Chiado era uma zona de eleição da cidade de Lisboa, e a Livraria era frequentada pela melhor sociedade lisboeta, por ali passando desde liberais e conservadores, burgueses e aristocratas, incluindo o próprio D. Pedro II do Brasil.

File:LisbonChiado1-CCBYSA.jpg
Livraria  Bertrand - Portugal



O político José Fontana, que aí se suicidou, foi dos seus primeiros empregados3 .
Aquilino Ribeiro foi outro dos notáveis que frequentaram a Bertrand. De tal forma, que foi criado o "Cantinho do Aquilino" na primeira sala do lado direito. Dizem os mais antigos que este era o espaço predilecto de Fernando Namora, Urbano Tavares Rodrigues e José Cardoso Pires para a conversa sentada.
Em 1909, a Bertrand dispõe pela 1ª vez de oficinas próprias de impressão e composição, situando-se na Rua da Alegria, n.º 100 e toma o nome de Tipografia da Antiga Casa Bertrand 4 .
Hoje a Bertrand da Rua Garrett é um verdadeiro tesouro vivo e uma recordação única do passado de Lisboa e, particularmente, do Chiado, um bairro emblemático da cidade.
A Livraria Bertrand tem a maior rede de livrarias em Portugal, que vendem desde as mais actuais obras do mercado, os bestsellers do momento, aos títulos de fundo.
Em Março de 2009 a Livraria Bertrand abriu uma loja no antigo Cinema Alcázar, na Rambla em Barcelona com 1500 metros quadrados5 .
Em Abril de 2010, a Livraria Bertrand ganha o certificado do Guinness World Records para «os mais antigos livreiros em actividade» e a Livraria Bertrand do Chiado, ganha para «a mais antiga livraria em actividade».6
Entretanto, nesse mesmo ano, é adquirida pelo Grupo Porto Editora e com esta aquisição, surgiu o Grupo BertrandCírculo7 .

Fonte:wikipedia


______________

CRONOLOGIA DO GRUPO BERTRAND

2010 – O Grupo Porto Editora adquire o Direct Group constituído pela Editora Bertrand, Distribuidora Bertrand, Livrarias Bertrand e Círculo de Leitores. Com esta aquisição, surgiu o Grupo BertrandCírculo.

2008 – O Direct Group Portugal adquire a Editora Pergaminho e reforça a sua posição no mercado editorial português.

2007 – Integração do Grupo Bertrand e Grupo Círculo de Leitores sob o denominador comum DirectGroup Portugal.

2006 – O Círculo de Leitores adquire o Grupo Bertrand constituído pela Editora Bertrand, Distribuidora de Livros Bertrand e Livrarias Bertrand.

1999 – Criação do Prémio Literário José Saramago pela Fundação Círculo de Leitores.

1994 – Distinção PME Prestígio.

1993 – Fusão das sociedades livreiras – transformação em SA.

1971 – O Círculo de Leitores edita o primeiro número da sua revista, iniciando a sua atividade como clube do livro.

1969 – São aumentados os postos de venda. A atividade do departamento de vendas é alargada e reorganizada dentro de nova sociedade: a Prolivro – Promoção do Livro, Limitada. A distribuição para Angola fica a cargo da Difal.

1968 – A partir de 28 de fevereiro, a Bertrand dispõe de uma nova loja em Lisboa, em Malpique.

1963 – A Bertrand passa a dispor de uma loja em Lisboa – para além da livraria do Chiado, situando-se na Av. de Roma.

1961 – Inicia-se a montagem da nova secção de off-set.

1957-58 – Realiza-se a mudança das oficinas para as instalações da Venda Nova.

1955 – A Bertrand passa a dispor de uma Delegação em Coimbra que compreende escritórios, armazéns e serviços de distribuição.

1948-49 – Inauguração da nova secção de encadernação e modernizada a tipografia.

1939 – A Livraria Bertrand passa a dispor de tipografia própria.

1938 - Assinado um contrato de sociedade entre a Livraria Bertrand e a Livraria Internacional do Porto (sede na Rua 31 de Janeiro, 43-46).

1933 – A firma passa a sociedade anónima, adotando o nome de Livraria Bertrand SARL.

1909 – A Bertrand dispõe pela 1ª vez de oficinas próprias de impressão e composição, situando-se na Rua da Alegria, 100 e toma o nome de Tipografia da Antiga Casa Bertrand.

1770-73 – Após o terramoto de 1755, a Livraria renasce na Rua Garrett.

1747-54 – Morre Pedro Faure. A livraria passa a chamar-se Irmãos Bertrand.

1740-47 – Pedro Faure dá sociedade aos irmãos Bertrand – Pierre e Jean Joseph Bertrand. A livraria passa a chamar-se Pedro Faure e Irmãos Bertrand.

1732 – Pedro Faure abre a 1ª Livraria na esquina da Rua Direita do Loreto com a Rua do Norte em Lisboa. A livraria, provavelmente, tem o seu nome.






Passa o tempo, mudam-se as gerências, mas ficam os livros. Há mais de dois séculos. É verdade, são já quase trezentos anos de uma História que se confunde com a de Lisboa. Bertrand é hoje o nome da mais antiga e maior rede de livrarias em Portugal, integradas e estreitamente cooperantes no esforço de satisfazer as necessidades dos seus clientes. A expansão e modernização de que foi alvo abarcou todo o país continental e ilhas, contando já com uma superfície comercial que ultrapassa os 10.000 m2, mas a livraria pioneira continua aberta no Chiado, exibindo belas e características salas, um grande respeito pela sua tradição e, claro, uma ampla variedade de todos os tipos de livros. Muitos intelectuais e escritores passaram pelas suas portas e conviveram com os seus livros - livros que os inspiraram a escrever e a ler. Durante a sua longa História, foi muitas vezes o ponto privilegiado de discussões literárias e mesmo de tramas políticas. Fundada em 1732 por Pedro Faure, a primeira Bertrand abriu portas na Rua Direita do Loreto.
Após o Grande Terramoto de 1755 o seu genro foi obrigado a instalar-se junto da Capela de Nossa Senhora das Necessidades, regressando, dezoito anos depois, à reconstruída baixa pombalina. A Rua Garrett passa então a fazer parte do itinerário cultural da cidade. Por ali passam e ficam, em conversa de amigos ou em acesas tertúlias, Alexandre Herculano, Oliveira Martins, Eça de Queirós, Antero de Quental e Ramalho Ortigão. Pela esquina de tão prestigiada livraria passava, na verdade, a História. À Rua Garrett chegou notícia da fuga de D. João VI para o Brasil, ali se cruzaram liberais e conservadores, mais tarde republicanos e democratas, por ali estávamos proibidos de invadir o cantinho de Aquilino Ribeiro, e ainda não há muito nos podíamos cruzar com Fernando Namora ou José Cardoso Pires.
Em 2011, o Guinness World Records reconheceu a Livraria Bertrand do Chiado como a mais antiga do mundo em funcionamento.

Hoje são 60 as livrarias Bertrand espalhadas pelo país. Cada livraria é pensada com o carinho e cuidado com que gostamos de acolher os nossos leitores. Criando espaços de encontro, cada loja tem uma personalidade própria, promovendo diferentes atividades – leituras, sessões de autógrafos, tertúlias, exposições, lançamentos, entre outros.

A nossa História ensinou-nos a cumplicidade com o leitor, a lealdade. Fazemos questão de lhe oferecer as mais atuais obras do mercado, os bestsellers do momento, mas também de ter em estante, ao seu dispor, os títulos de referência e uma variedade editorial que desafia leitores de diferentes gostos e idades.

Fazemos História, estando no presente. Atuais, atentos, ainda apaixonados pelo LIVRO.

Site: www.bertrand.pt

Nenhum comentário:

Postar um comentário