VISITAS

domingo, 9 de dezembro de 2012

Série livros sobre a Amazônia - AMAZÔNIA MISTERIOSA - Gastão Cruls


Gastão Cruls (Rio de Janeiro, 4 de maio de 1888ibid., 7 de junho de 1959) foi um escritor brasileiro do século XX. Foi um dos fundadores da Editora Ariel. Gastão escreveu este livro sem conhecer a Amazônia, com base apenas em literatura. Depois veio a escrever outro livro (A Amazônia que eu vi) após fazer uma excursão a Amazônia.

Gastão Crulz. Amazonia mysteriosa. Livraria Castilho. Rio de Janeiro. 1 ed. 1925. 345 p





Gastão Crulz. Amazonia mysteriosa. Livraria Castilho. Rio de Janeiro. 2 ed. 192x. 306 p





A Amazônia Misteriosa - Gastão Cruls - 3a. Edição
Gastão Crulz. Amazônia mysteriosa. Companhia Editora Nacional. São Paulo. 3 ed. 1929. 321 p.




Gastão Crulz. Amazônia mysteriosa. Editora Ariel. Rio de Janeiro. 4 ed. 1939. 306 p.





http://imagens.estantevirtual.com.br/imagens/capas/57604876.jpg
Gastão Crulz. Amazonia mysteriosa. Zelio Valverde. Rio de Janeiro. 5 ed. 1944. 300 p



http://imagens.estantevirtual.com.br/imagens/capas/27917122.jpg
Gastão Crulz. Amazonia misteriosa. Livraria Simões. Rio de Janeiro. 6 ed. 1953. 232 p



Gastão Crulz. Amazônia misteriosa. Livraria Saraiva. São Paulo. Coleção Saraiva, v. 115 7 ed. 1957. 240 p




http://imagens.estantevirtual.com.br/imagens/capas/71050751.jpg
Gastão Crulz.Amazônia misteriosa. Livraria Jose Olympio. Coleção Sagarana, v. 95. Rio de Janeiro. 9 ed. Prefácio de Arthur Ferreira Reis. 1973. 175 p



Gastão Crulz.Amazonia misteriosa. Edicões do Governo do Estado do Amazonas. Manaus. 6 ed (?).  2001. 220 p.



EDIÇÕES CONJUNTAS

Gastão Crulz. Amazônia misteriosa / Elza e Helena / A criação e o criador / Vertigem. Livraria José Olympio. 1958. 569 p


EDIÇÕES EM QUADRINHOS


Gastão Crulz. Amazonia misteriosa.Ebal. Clássicos Ilustrados, v.3. Rio de Janeiro. 1965. 88 p


H.q Edição Maravilhosa N°113 A Amazonia Misteriosa 1955

Gastão Crulz. Amazônia misteriosa. Brasil - América v.113. Rio de Janeiro. 1955. 88 p

   SINOPSE DO LIVRO:

Assim como ocorreu na Europa, as grandes questões dos períodos do entre guerras no século vinte promoveram as condições para o surgimento da Ficção Científica no Brasil. Em nosso país, essa forma literária se apresentou através da Literatura de Distopia e refletiu o interesse das elites dirigentes com as teorias eugenistas da época e com a constituição miscigenada do povo brasileiro. Para discutir este fato, este trabalho analisa como o romance Amazônia misteriosa (1925), de Gastão Cruls, dialoga com as convenções da ficção científica britânica vitoriana durante o período da República Velha (1889-1930) e se coloca como um instrumento ideológico das elites da época contra a população brasileira


O ótimo A Amazônia Misteriosa (1925) nos leva até a tribo perdida das amazonas, mas seu autor, Gastão Cruls, fornece antes de mais nada uma descrição da floresta amazônica que cerca as mulheres guerreiras, e sua própria organização social, integrada aos hábitos indígenas - além da história do continente. Mais importante, o livro nos fornece uma visão do passado pré-colombiano, relacionado à identidade latino-americana, que nos permite contrapô-lo às pressões neocoloniais da época

A trama coloca os protagonistas em uma expedição pela Amazônia, onde eles se perdem e acabam descobrindo, entre outras coisas: Gigantes, incas, guerreiras amazonas e até um cientista alemão (o livro se passa durante a I Guerra Mundial, 1914-1918) fazendo misteriosas pesquisas! Dizem que ele se inspirou em A Ilha do Dr. Moreau, de H. G. Wells, e até os personagens mencionam esse livro durante um diálogo. A diferença, e que diferença, é que Gastão, profundo conhecedor da amazônia, insere elementos da fauna, flora e folclores locais, criando uma aventura com sabor 100% brasileiro. 

Amazônia misteriosa descreve a jornada de um médico, referido no romance apenas como “Doutor”, à selva amazônica. Este personagem-narrador é acompanhado de uma equipe de ajudantes dentre os quais apenas se destaca na trama o caboclo Pacatuba, atuando como companheiro do narrador. A equipe se perde na floresta e é encontrada por um grupo de índios que os levam à tribo de índias de grande estatura identificadas posteriormente como as lendárias Amazonas. Através do consumo de uma bebida feita pelos silvícolas, ele empreende uma viagem onírica até a época do império Asteca e descobre a origem das Amazonas. Neste lugar, o Doutor também encontra um cientista alemão de nome Jacob Hartmann acompanhado de sua esposa francesa, Rosina, e, de dois ajudantes também europeus. Gradativamente o protagonista descobre que o cientista está fazendo experiências com animais e com os meninos recém-nascidos rejeitados pelas índias. Eventualmente o médico brasileiro e Rosina se apaixonam e decidem fugirem juntos da aldeia. Rosina, porém, sucumbe aos perigos da Amazônia e o romance termina com o narrador chorando a morte da amada.

FILME SOBRE O LIVRO

Um Lobisomem na Amazônia é filme de longa-metragem brasileiro de 2005, do gênero comédia de terror, dirigido por Ivan Cardoso e produzido por Diler Trindade. O roteiro é baseado em romance de Gastão Cruls - Amazônia Misteriosa.

Adicionar legenda

Adicionar legenda

Edições no exterior


Gaston Crulz. Amazonia Misteriora. 1938.Ed. Claridad. 220 p.




The misterious Amazonia: a brazilian novel. Zelio Valverde. Rio de Janeiro. 1944.




______________________________________________
Edição: Revisto em Abril de 2014.

________________

Nenhum comentário:

Postar um comentário