VISITAS

sábado, 5 de fevereiro de 2011

O GRANDE GATSBY - The Great Gastsby - (F. Scott Fitzgerald)

The Great Gatsby, escrito pelo americano Francis Scott Key Fitzgerald (1896-1940) foi publicado em 1925 ( Charles Scribner's Sons - 218 p). No Brasil foi publicado pela primeira vez pela editora Record em 1953 como "O Grande Gatsby". É considerado um dos dois maiores romances de língua inglesa de todos os tempos, um clássico da literatura universal que já vendeu mais de 20 milhões de exemplares, sobre o qual a vários ensaios, resenhas, estudos, teses e sites na Internet. Só na década de 1990, porém, os estudiosos de Fitzgerald chegaram a uma versão definitiva da obra, a partir de manuscritos e exemplares anotados pelo próprio autor.

O Grande Gatsby conta uma história de amor entre  Jay Gatsby e Daisy. Ela era uma bela garota de Lousville e ele um oficial da marinha no início da carreira. Apesar da grande paixão, enquanto Gatsby está numa viagem pelos mares, Daisy se casa com o milionário Tom Buchanan. Depois da guerra, Gatsby se dedica a enriquecer para, assim, reconquistar Daisy. Já milionário, ele compra uma mansão vizinha em Long Island - West Egg. Promove grandes festas e aguarda, certo de que um dia ela irá  aparecer. 
A história é contada por um espectador que não participa propriamente do que acontece: Nick Carraway. Nick aluga uma casinha modesta ao lado da mansão do Gatsby, observa e expõe os fatos sem compreender bem aquele mundo de extravagância, riqueza e intricadas relações pessoais.


The Great Gastsby 1 ed. 1935
I
Ilustração da contracapa da primeira edição de The Great Gatsby - 1935. Encontre um exemplar destes em boas condições e você poderá tirar ferias por um bom tempo  (Valor estimado de um exemplar em bom estado com a contracapa - U$ 200.000,00) 


Edições brasileiras (em construção - se você conhece alguma edição deste livro e quiser contribuir para a melhoria destas informações por favor nos envie um email).

Edições Brasileiras do livro - O grande Gatsby


LISTA DAS EDIÇÕES BRASILEIRAS EM ORDEM CRONOLOGICA DECRESCENTE
 

Best Bolso. 2007. 249 p. Tradução? .  12 x 18 cm - ISBN: 8577990354



Record, 2003. 252 p. Tradução: Roberto Muggiati. Coleção Grandes Traduções. ISBN: 8501063517. 14 x 21 cm.



Globo, 2003, 158 p. Tradução de Brenno Silveira. Coleção Biblioteca Folha, v.5



RBS - Publifolha. 2003. 158 p. Tradução Brenno Silveira. Coleção Melhores Livros do Século XX, v. 4 ISBN: 85-89489-22-1. 12x21



L&PM Pocket, 2002.  X p. Tradução: William Lagos. V. 278 ISBN: 8525412309.


Editorial Presença. 1997. 202 p. Tradução ?.  Coleção Grandes Narrativas, v. 202. ISBN 972231369X



Record - Altaya, 1995. 156 p. Tradução Brenno Silveira . Coleção Mestres da Literatura Contemporânea. ISBN: 85-01-15444-X



Circulo do Livro, 1989. 223 p. Tradução Brenno Silveira



Clube do Livro, 1988. 156 p. Tradução Brenno Silveira




Record, 1980. 156 p. 4ed. Tradução Roberto Muggiati. Coleção Grandes Traduções. 14 x 21 ISBN: 8501063517



Abril Cultural. 1980. 222 p. Tradução Brenno Silveira. Coleção Grandes Sucessos. 13x2 ISBN: 



Abril Cultural. 1975. 226 p. Tradução Brenno Silveira. 
ISBN: 8501063517



Abril Cultural.1974. 225 p. Tradução Brenno Silveira Clássicos Modernos, v 26. ISBN:



Civilização Brasileira, 1965. 168 p. 2 ed. Tradução Brenno Silveira. Biblioteca do leitor modernos, v. 18. 14 x 21



Civilização Brasileira, 1962. 160 p. Tradução Brenno Silveira. Biblioteca do Leitor Moderno, v. 18.



Record, 1953. 160 p. Tradução Brenno Silveira. ISBN:



_______________________________


DER GROSSE GATSBY

Edição  - alemã








Adicionar legenda


First German edition. Translated by Maria Lazar. Small octavo. 254pp. Photographic wrappers. Light wear at the corners and a few spots of slight foxing or soiling on the page edges, a nice,near fine copy. A rare edition from the Weimar Republic's "Goldene Zwanziger" (Golden Twenties). Printed on unusually good paper, it was issued as number 9 in the "Knaur-Bucher" series, with the price "M 1.00," stamped on the rear wrap. Lazar, an Austrian writer and close friend of Bertolt Brecht and his second wife Helene Weigel, was the first German translator to tackle *The Great Gatsby*, which garnered essentially no attention upon release. This is at least a little surprising as Fitzgerald's themes should have resonated with some astute readers in Weimar Germany -- perhaps Knaur felt as much since *Gatsby* was the first work by Fitzgerald to be translated into German. The novel was not published again in Germany for another 25 years (the 1953 Lothar Blanvalet edition translated by Walter Schurenberg) and even then interest was low. Only three foreign translations of *The Great Gatsby* (French, German, and Swedish) were published in the author's lifetime. 

___________________________

http://www.finebooksmagazine.com/fine_books_blog/Screen%20shot%202013-05-03%20at%202.15.08%20PM.png
Adicionar legenda

F. Scott Fitzgerald's first eight short stories, originally published in The Saturday Evening Post, are out in a new edition (print or digital), complete with the original illustrations, cover art, reproductions of the Post pages, and an introduction by the Post's historian, Jeff Nilsson.

On sale May 7, Gatsby Girls is a collection of Fitzgerald's 'flapper stories,' e.g., "Myrna Meets His Family," "Bernice Bobs Her Hair," and "Popular Girl I." All were published between 1920 and 1922, before his Great Gatsby appeared in 1925.

"By the time he published The Great Gatsby, F. Scott Fitzgerald was already one of the best known authors in America thanks to The Saturday Evening Post," said  Nilsson. "Through a span of 17 years the magazine published 68 of his short stories, and with 2.5 million subscribers, the Post brought Fitzgerald into the living rooms of Americans who might never have encountered his novels."

The new edition of Fitzgerald's early stories is a collaboration between The Saturday Evening Post, SD Entertainment, and BroadLit. With the much-anticipated film of The Great Gatsby, starring Leonardo DiCaprio, about to smash the box office, what better time to turn your gimlet eye on the stories and the art that not only preceded it but offers literary and cultural context for the novel that is considered Fitzgerald's most famous.
______________

Filmes sobre o livro

Gatsby ganha quarta versão em 2013.


O grande Gatsby", uma das obras mais conhecidas da literatura norte-americana, escrita por F. Scott Fitzgerald, ganha um novo longa-metragem nas mãos do australiano Baz Luhrmann. O filme estrelado por Leonardo DiCaprio chega aos cinemas brasileiros nesta sexta-feira (7).
Antes dele, os cineastas Jack Clayton, Elliott Nugent e Herbert Brenon também criaram suas versões. A mais famosa delas é a de Clayton, lançada em 1974, com Robert Redford e Mia Farrow nos papéis do casal Jay Gatsby e Daisy Buchanan.



Cartazes de 'O grande Gatsby' na versão de 1926, à esquerda, e de 1949 à direita (Foto: Divulgação)

Pôsteres de 'O grande Gatsby' na versão de 1974, à esquerda, e de 2013 à direita (Foto: Divulgação)




 Atores que fizeram o papel de Jay Gatsby


Da esq. para dir., os atores que viveram Jay Gatsby no cinema: Warner Baxter, em 1926; Alan Ladd, na versão de 1949; Robert Redford, no filme de 1974; e Leonardo DiCaprio no longa que estreia sexta (Foto: Divulgação)


 O personagem que dá título à história, Jay Gatsby, é um homem rico e misterioso. Seus vizinhos não sabem de onde ele veio, mas frequentam suas festas glamourosas. Warner Baxter foi o primeiro a encarar o papel no filme mudo de 1926, seguido de Alan Ladd, no longa de 1949. Mas foi Robert Redford que ficou marcado em 1974, com seu charme de galã da época, pelo homem obcecado por Daisy Buchanan. Na ultima veresão Leondardo DiCaprio interpreta  Gatsby.
 
 _____________________

Atrizes que interpretaram Daisy Buchanan


Da esq. para dir., as atrizes que já interpretaram Daisy Buchanan no cinema: Lois Wilson, em 1926; Betty Field, em 1949; Mia Farrow, na versão de 1974; e Carey Mulligan na de 2013 (Foto: Divulgação)
A mocinha bela e rica Daisy Buchanan foi interpretada por Lois Wilson, em 1926, e por Betty Field em 1949. Prima de Nick Carraway e casada com Tom Buchanan, Daisy ganhou vida através da atriz Mia Farrow que, em 1974, já tinha estrelado o terror "O bebê de Rosemary" (1968). Na adaptação de Luhrmann, Carey Mulligan foi a escolhida para o papel da conquistadora de Gatsby.

Fonte: O Globo (05/06/2013)

Nenhum comentário:

Postar um comentário